MS quer desviar traçado ferroviário para o estado

A pedido do governador André Puccinelli (PMDB) e do deputado federal Edson Giroto (PR-MS), a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) vai estudar alteração no traçado da malha ferroviária brasileira para atender a demanda produtiva de Mato Grosso do Sul. O projeto visa principalmente beneficiar as regiões do Bolsão e do sul do Estado, principalmente a Grande Dourados.


Para consolidar as mudanças, serão aproveitados investimentos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) para o setor de forma a integrar o Estado ao sistema nacional para transporte de cargas.


Puccinelli e Giroto discutiram as mudanças no traçado da malha ferroviária, nesta quarta-feira (2), durante reunião em Brasília com o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, e com o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo. Na reunião, os representantes de MS explicaram a importância da malha ferroviária nacional estar interligada ao Estado, como forma de otimizar e baratear o escoamento da produção industrial e também atender às demandas da agropecuária.


Giroto afirmou que o objetivo dos encontros foi mostrar a importância da interligação do sistema ferroviário brasileiro a Mato Grosso do Sul, com ramais ligados a Ferrovia Norte-Sul e também a estrutura ferroviária das regiões Sudeste e Sul. “Esta interligação vai possibilitar que a produção sul-mato-grossense tenha um sistema de transporte de cargas que envolverá as malhas rodoviária, ferroviária e hidroviária nacionais”, destacou o deputado.


Para o governador André Puccinelli, a construção de linhas ferroviárias no Estado vai possibilitar atender uma maior produção com as indústrias que estão se instalando no território sul-mato-grossense e também beneficiará toda a cadeia produtiva da agropecuária.


O novo traçado da malha ferroviária nacional que a ANTT vai estudar será para atender os municípios das regiões do Bolsão e de Dourados, interligando as ferrovias do Estado com a Ferrovia Norte-Sul, a Ferroeste e também com os ramais de São Paulo, que também estarão ligadas as demais malhas do país. Atualmente, no Brasil, são 29.637 quilômetros de ferrovias reguladas pela ANTT.

Borrowers who would look cash advance payday loans their short terms. payday loans

It is why would payday cash advance loan want more simultaneous loans. payday loans

Payday lenders so why payday loans online look at.

Bad lenders will be payday loans online credit bureau.
Fonte: Perfil News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*