Governo Federal tem nova proposta para os capixabas

Depois de tantas promessas de retomar as obras do aeroporto de Vitória, o Governo Federal ainda ousa comprometer-se com mais um “agrado” para os capixabas. Se não temos um aeroporto decente, nossas rodovias estão caindo aos pedaços e nosso porto é ineficiente, pelo menos nos resta esperar para ganharmos uma ferrovia, que vai ligar o Espírito Santo ao Rio de Janeiro. Vocês acreditam?

Esse é um grande desejo de vários governos que passaram pelo Espírito Santo nos últimos anos. Durante a semana, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou que até o final do mês será divulgado um novo programa de concessões, e a expectativa (ainda é um sonho) é de que a nossa ferrovia seja incluída no pacote.

No mesmo dia, outro ministro, desta vez das Comunicações, Edinho Silva, já sinaliza que o anúncio não deve sair este mês, mas sim no início de junho. Se já começou com dúvida de quando será anunciado imagina como serão os trâmites após o pacote (se é que vai ter mesmo).

Em conversa com a Coluna, o governador Paulo Hartung (PMDB) disse que tem dialogado bastante com a presidente Dilma Rousseff para tentar incluir esse tão sonhado projeto no programa de concessões. Esforço, pelo jeito, não está faltando por parte das autoridades locais.

Mas os capixabas já não aguentam mais tantas promessas não cumpridas por parte da União. Estão traumatizados, como diz o próprio Hartung. Está sendo assim com o aeroporto, com a duplicação da BR-262, com a obra do Porto de Vitória. É como disse o senador Ricardo Ferraço (PMDB) recentemente. “O que temos são apenas discurso e PowerPoint”. Nada mais além disso.

Talvez nem os mais otimistas conseguem ver uma luz no final do túnel diante de tanto descaso com o Espírito Santo. Embora haja uma união de forças aqui para realizar as obras que o Estado precisa, ao que tudo indica, o Governo Federal insiste em querer nos deixar no atraso, com o triste título de “patinho feio” ou “primo pobre” da Região Sudeste.

Em plena crise econômica e política, agora a presidente Dilma nos dar a esperança (?) do progresso entrar nos trilhos junto com essa ferrovia. Mas agora já é tarde e só vamos acreditar de fato quando os trens estiverem de fato circulando. Enquanto isso, Dilma, infelizmente não podemos lhe dar esse voto de confiança.

Fonte:  Folha Vitória

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*