Importação de minério de ferro pela China sobe 11% em abril com demanda firme

As importações de minério de ferro pela China em abril aumentaram em 11,4% em relação ao mês anterior, devido à forte demanda das siderúrgicas, à medida que outros setores começaram a emergir dos bloqueios para conter a epidemia de coronavírus.

As compras externas do ingrediente siderúrgico somaram 95,7 milhões de toneladas no mês passado, mostraram dados publicados nesta quinta-feira (7) pela Administração Geral das Alfândegas. O volume se compara às importações de 85,9 milhões de toneladas de março e de 80,7 milhões de toneladas um ano antes, quando embarques da mineradora Vale foram reduzidos após o rompimento de barragem em Brumadinho (MG).

Nos primeiros quatro meses de 2020, a China comprou 358,4 milhões de toneladas de minério de ferro, 5,3% acima dos 340,2 milhões no período correspondente do ano passado, segundo a alfândega.

Os dados de rastreamento de navios e portos da Refinitiv mostraram que as chegadas de minério de ferro em abril do Brasil saltaram 12,7% em relação ao mês anterior, enquanto as importações da Austrália subiram 0,7%.

A propagação da pandemia de coronavírus forçou alguns produtores de aço da Ásia a reduzir a produção em resposta à deterioração da demanda. No entanto, a demanda chinesa por minério foi alimentada pelas siderúrgicas que aumentaram a produção com uma recuperação precoce das atividades de construção e as expectativas de que mais estímulos do governo por infraestrutura reativem o consumo.

Os dados aduaneiros desta quinta-feira (7) também mostraram que as exportações de produtos siderúrgicos nos quatro primeiros meses de 2020 caíram 11,7% em relação ao ano anterior, para 20,6 milhões de toneladas.

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/05/07/importacao-de-minerio-de-ferro-pela-china-sobe-11percent-em-abril-com-demanda-firme.ghtml

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*